O projeto Muito Além da Beleza, que ensina automaquiagem para mulheres cegas e com baixa visão, chega à sua 6ª edição. A iniciativa foi lançada com pioneirismo no Brasil pela Laramara – Associação Brasileira de Assistência à Pessoa com Deficiência Visual e pela rede Jacques Janine, e formou gratuitamente mais de 52 mulheres, mudando suas vidas.

Leia mais: 
Ela deu um basta na gordofobia, pediu demissão e virou empresária de moda 

Com o objetivo de destacar a importância da inclusão dessa parcela da população na sociedade, o curso desmistifica os estigmas e preconceitos, e valoriza a beleza das participantes. Segundo Taynã Hindawê Ribeiro Felipe, 22 anos, ex-aluna do Muito Além da Beleza, o projeto trouxe uma nova perspectiva sobre a relação da mulher com deficiência e sua identidade. “Aprendi com o curso de automaquiagem que a vaidade vai além de um simples olhar no espelho, não temos que ser notadas pela deficiência visual e sim pela nossa beleza e autoestima”.

Realizado às quartas-feiras de outubro, do dia 3 ao dia 31, das 9h às 11h, na sede da Laramara (rua Conselheiro Brotero, 338, Barra Funda), na zona oeste da capital, o curso é dividido em cinco módulos e ensina técnicas desde a preparação da pele, passando pelas funções dos produtos, combinação de cores, até truques de como delinear os olhos e os segredos para aplicar cílios postiços.

Coordenado pela maquiadora e consultora de imagem do Jacques Janine, Chloé Gaya, o Muito Além da Beleza já formou gratuitamente mais de 52 alunas com deficiência visual, assistidas pela associação e por um time de make-up artists voluntárias da rede. “É incrível ver como essas mulheres aceitam esse desafio de aprender a fazer a própria maquiagem – algo muitas vezes difícil até para quem tem a visão perfeita. É preciso muito treino e esforço para decorar os movimentos, mas elas não desistem até que a automaquiagem se torne um hábito e as técnicas fiquem automáticas. A diferença da primeira para a última etapa é gritante, e é emocionante e inspirador observar a evolução e determinação delas”, relata a maquiadora.

O projeto Muito Além da Beleza, vencedor do Prêmio Cabelos&Cia 2018 na categoria responsabilidade social, conta com patrocínio da Vult Cosmética, que doou itens de maquiagem, e apoio da KISS New York, marca responsável por fornecer cílios postiços, cola e tesoura. Todos os produtos são identificados com texturas diferentes e em braille, sistema de leitura e escrita em relevo, ou em tipos ampliados para pessoas com baixa visão. As alunas são estimuladas pelo tato e por outros sentidos sensoriais e são apresentadas a um mundo de cores, texturas e novas tendências de maquiagem.

Segundo Lilia Giacomini, pedagoga da Laramara que realiza atendimentos de AVA – Atividades de Vida Autônoma, o Curso de Automaquiagem já alcançou grande repercussão interna e externamente. “O projeto é um complemento de outras ações oferecidas pela instituição no universo das atividades de vida autônoma, para que a pessoa com deficiência visual tenha maior independência para se cuidar e conhecer melhor os produtos mais adequados para sua maquiagem cotidiana. E quando pensamos em valorizar a beleza, respeitando as características de cada um, também percebemos um avanço nas relações pessoais, contribuindo para inclusão social”.

Siga o Blog Barbarela no Instagram
Siga o Blog Barbarela no Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here